Entre os milhares de participantes que gritaram o “basta ao descaso pelo rio São Francisco”, nesta sexta-feira 17, estavam o prefeito de Bom Jesus da Lapa Eures Ribeiro com todo o seu secretariado,o bispo de Barreiras D.Josafá, o reitor do Santuário Pe. Roque Silva, estudantes e populares, num gesto que chamou a atenção das autoridades competentes na urgência de criar ou executar políticas ambientais com exclusividade para o Velho Chico, que interrompam imediatamente a sua erosão, o que significa sua extinção total.

Há alguns anos o rio da Integração Nacional vem dando sinais de fraqueza e cansaço ao percorrer os quase dois mil quilômetros da sua extensão. Toda espécie de degradação bem como de denúncias fazem parte do histórico do São Francisco atualmente.

manifesto Salve o velho Chico

As prefeituras com suas Secretarias ligadas ao ambientalismo são as salvações ribeirinhas com suas ações que vão de plantio de árvores nas margens com participação das populações bem como as manifestações como ocorreu hoje em Bom Jesus da Lapa, das 07:00 às 11:00hs, tempo de paralisação das rodovias BR349 e BR430.

Cerca de quatro mil pessoas participaram do ato atendendo ao chamado do reitor do Santuário que assumiu a organização e, juntamente com a Prefeitura Municipal, ONG’s, rede escolar, comércio, Marinha, Polícias Civil e Militar, Guarda Municipal, além de populares, conduzindo cada participante um recipiente contendo água potável, que simbolizava a abundância do velho Chico, sua navegação, sua vida e zelo ambiental.

A manifestação utilizando som, faixas e cartazes, percorreu cerca de 4 km, desde a concentração no centro da cidade, de onde partiu em passeata contornando o Morro da Lapa, em direção a ponte de 1.118 mt sobre o rio onde pode-se observar o assoreamento, e ali foram despejados milhares de litros d’água conduzidos pelos manifestantes, alem da leitura e aprovação da Carta Aberta que irá para o Ministério Público Federal.

Por: Ispedito Nunes de Oliveira.